Resenha: Sem esperança (Hopeless #02)

Título: Sem esperança
Autora: Colleen Hoover
Sinopse:
Assombrado pela culpa e pelo remorso por não conseguir salvar Hope nem Less, Holder desenvolveu uma personalidade agressiva. Mas, quando finalmente se depara com Hope depois de tantos anos, não poderia imaginar que o sofrimento seria ainda maior após o reencontro. Em Sem esperança, Holder revela como os acontecimentos da infância de Hope, que agora se chama Sky, afetaram sua vida e sua família, fazendo-o buscar a própria redenção na possibilidade de salvá-la. Mas é apenas amando Sky que ele finalmente será capaz de começar a se reconciliar com si mesmo.

Oi gente tudo bem com vocês? Como está sendo a semana de vocês?
Amanhã é meu aniversário e eu estou bem ansiosa, acho que eu ainda não cheguei na fase em que as pessoas começam a desejar parar de envelhecer, rsrs. 

Mas vamos focar no real motivo de estar aqui hoje, né?! haha.
Quem leu minhas resenhas aqui sabe que Um Caso Perdido (Hopeless #01) ganhou um posto marcante na minha vida, sendo um dos melhores livros que eu já li e que me fez morrer de amores pela escrita da Colleen. É surreal de tão sério, é puro amor, é viciante, é fantástico!

Indico a leitura desta resenha somente para aqueles que já leram pelo menos a resenha de Um Caso Perdido, se já leu o livro melhor ainda! Não é obrigatório ler o primeiro para poder entender este segundo, mas tem bastante coisa que você acaba compreendendo melhor. Não me responsabilizo por balas perdidas vindas da arma de possíveis spoilers, haha.

{ Para ler a resenha de Um Caso Perdido, clique aqui! }

É um misto de sensações tão grande que se passa em mim quando eu penso no que escrever sobre esse livro, que tenho que conter as lágrimas, rsrs. Vamos lá, então…

Apesar de ser o segundo volume da série, composta por três livros, Sem Esperança não se trata te uma continuação e sim de uma “releitura” da história pelo ponto de vista de Dean Holder.
Holder é um garoto agressivo e frustrado, frustrado por não entender a razão de sua irmã gêmea {Less} ter cometido suicídio, já que eles eram super próximos e confidentes e na cabeça dele eles foram submetidos as mesmas coisas durante a infância e adolescência… E frustrado, também, por ter sido incapaz de fazer alguma coisa enquanto sua melhor amiga {Hope} era sequestrada diante de seus olhos. Um garoto marcado pela culpa e com os olhos voltados exclusivamente para a dor de sua tragédia, para o seu passado.

O livro conta toda a trajetória de Holder desde a morte de sua irmã, até o seu (re)encontro com Sky, a garota que ele havia perdido anos atrás, e se desenvolve da mesma forma que o primeiro livro, com a mesma trama, só que, desta vez, revelando Holder por inteiro. Toda a sua personalidade forte e suas causas, suas frustrações e medos. Vai muito além da visão que ele te passa no primeiro livro, onde ele se revela como alguém apaixonado, um tanto descontrolado e divertido. Conhecer “os dois lados” da moeda faz com que você se apaixone ainda mais por ele. E eu que pensei que seria impossível me apaixonar ainda mais por Dean Holder. 

O diferencial, que eu achei fantástico, é que Sky narra, no primeiro livro, alguns acontecimentos que Holder não narra neste segundo e vice versa, ele também conta muita coisa que não foi citada no primeiro, além de te permitir ligar vários pontos de acontecimentos do primeiro com novas revelações neste segundo. Então, não é uma simples releitura, tem muito, muito mais conteúdo a acrescentar na história. É sensacional! Principalmente quando você passa a enxergar a mudança que esse reencontro trouxe em sua vida e o quanto Sky foi importante para que ele pudesse descobrir e colar todas as pontas soltas de seu passado. Ambos descobriram no amor e na dor, uma forma de superação, traçando um recomeço com base no perdão.

Nunca tinha olhado para frente antes. Só olhava para trás. Penso demais no passado e penso no que deveria ter feito e em tudo o que fiz de errado e nunca olhei para frente na vida, nenhuma vez. Ficar com ela me fazia pensar no amanhã e no dia depois de amanhã e no dia seguinte e no ano seguinte e na eternidade. Preciso disso agora, pois se eu não abraçá-la de novo… vou terminar olhando para trás mais uma vez, deixando o passado me engolir completamente.

A escrita da Colleen é maravilhosa {tanto é que estou comprando quase todos os livros dela}. É algo que você sente prazer em ler, uma leitura que verdadeiramente te prende e quando percebe, puff, o livro já está acabando! E você se sente triste com isso, acredite! :(

Novamente deixo um relato da minha infelicidade com o título escolhido pela editora, já que, como dito na própria sinopse ele está “Perdendo Hope”, se a editora tivesse optado por “Perdendo a esperança” talvez tivesse ficado um pouco melhor, já que, além de “ing” significar presente contínuo {ou seja, aquilo está acontecendo e não aquilo que aconteceu – como sugere o título oficial em português}, Holder estava completamente desiludido e quase desistindo de tudo até avistar sua preciosa Hope na fila do mercado.
Encontrei algumas falhas de revisão no livro, também por parte da editora e notifiquei-os para que eles possam corrigir os erros numa próxima impressão/edição.

O único ponto negativo com relação a trama, é que eu ADORARIA saber qual a reação de Holder e o que ele estava sentindo e pensando ao ver e falar com Karen no mercado de pulgas, pois o primeiro livro mostrava o quanto ele se sentia apreensivo perto dela e no segundo, onde podemos descobrir o que de fato ele estava pensando, puff, não há nada.
Maaaas, isso não desmerece nem um pouco a qualidade da obra!! :D

É um livro fantástico que merece ser devorado {e que eu devorei}, assim como seu antecessor.
Gamor é pouco para o que eu sinto pela obra, de verdade…

Nota:



O post original desta resenha foi feito em 26/08/2015 e você pode conferi-lo aqui.

Beijos!
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. May, acho que esse foi um dos poucos livros com uma releitura que vi que tinha sentido e trouxe vários pontos diferentes do primeiro livro. Sou apaixonada por essa série! <3 <3 Bjos

    ResponderExcluir