Resenha: Encrenca

capa de encrenca - non prattTítulo: Encrenca
Autora: Non Pratt
Sinopse:
Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas.
Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade. Este livro inteligente, por vezes comovente e engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida.
Oi gente, tudo bem? Eu estou ótima.
Este é mais um livro detentor de todas as estrelinhas possíveis!
Em “Encrenca” conhecemos Hannah, uma adolescente louca, que faz tudo o que dá na telha e não está nem aí para as consequências. Conhecemos também seus amigos, que são como Hannah e que quando a amizade é colocada à prova, mostram que não são tão amigos de Hannah como ela pensava.
E por conta de suas atitudes impensadas, Hannah engravida aos quinze anos. E não conta quem é o pai, mesmo sabendo quem é. E mesmo ela não dizendo claramente o nome, você percebe nos capítulos de Hannah que é.
Então Aaron, que é novo na escola, resolve ajudar Hannah, fazendo todos acreditarem que ele é o pai do bebê. E ele faz isso sem esperar nada em troca. E esta é a maior prova de amizade que Hannah vai ter na vida. Mas para Aaron, é além de “uma ajudinha” `a uma amiga. É uma forma de pagar por algo do passado, que você começa a suspeitar logo no começo. Suspeitar de que tem algo errado, e não o que é errado.
Não tem nada de previsível nesta história, e isto porque Aaron não é previsível. Muito pelo contrário, quando você pensa que ele vai agir da forma mais lógica, ele faz mais fofo possível.
O livro é narrado por Hannah e Aaron, intercalando duas visões. E por isso é tão fácil conhecer Hannah, entender porque tanta futilidade e no sense na vida. Ela guarda um segredo a sete chaves, e que no final, revela muito do que ela realmente é.
Conhecemos também o que motiva Aaron e que independente do que ele pense ou das razões de Hannah, ele não questiona a decisão dela. Ele está totalmente lá para ela, mesmo que isso signifique “sujar” sua reputação.
Além da gravidez, e talvez por causa dela, Hannah enfrenta problemas na família e com as antigas amizades. Ambos enfrentam situações que nenhum jovem deveria enfrentar, e nem carregar a culpa por coisas que outras pessoas têm responsabilidade.
E claro, revelações são feitas!
Esta resenha é curtinha, porque vale totalmente a pena você ler sem muitas impressões. Li opiniões bem controvérsias sobre esse livro, mas acredito que, mesmo sem a profundidade que eu gostaria de ter lido nessa história, a lição foi dada e muito bem captada.

Boa leitura!

Nota:




O post original desta resenha foi feito em 26/08/2016 e você pode conferi-lo aqui.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário