Resenha: November 9

capa November9Nome: November 9
Autora: Colleen Hoover
Sinopse:
A autora e Best-Seller do New York Times, Colleen Hoover, retorna com uma inesquecível história de amor entre um escritor e sua inesperada musa.
Fallon conhece Ben, um autor aspirante, no dia em que sua mudança para o outro lado do país estava marcada. A intensa atração entre eles os leva a passar o último dia de Fallon em Los Angeles juntos, sua vida movimentada se torna a inspiração criativa que Ben sempre buscou para os seus livros. Ao longo do tempo e em meio a várias atribulações das suas vidas separadas, eles continuam a se encontrar na mesma data, todos os anos. Até que um dia Fallon começa a desconfiar se Ben tem lhe contado a verdade ou se tem fabricado uma realidade perfeita visando uma reviravolta final.
Quem gosta de Colleen Hoover? Euuuu!!! Pois é, esse é seu último livro lançado e como todos os outros, não fica para trás em nada.

Eu amei a narrativa em primeira pessoa, intercalando entre os dois protagonistas. A leitura é fluida e você não quer largar porque... porque é Colleen, claro.

A história começa com um não-namoro entre Fallon e Ben, que começa com Ben se passando por namorado de Fallon para dar um “jeito” no comportamento do pai abusivo de Fallon.

Fallon e Ben se conhecem ao acaso, quando Ben resolve intervir na conversa entre Fallon e seu pai, e a química é instantânea! Pelo fato de Fallon ter problemas com o seu “problema”, ela não entende porque Ben a ajuda com essa situação. E é nesse momento me que se sente atraída por ele.

Fallon sofre com um problema que não gosta de expor, mas esse “problema” é a última coisa que Ben repara nela. E Ben descrevendo o que reparou em primeiro, segundo, terceiro lugar é muito fofo!!! É o tipo de visão que todo ser humano deveria ter.

Como dito na sinopse, depois dessa intervenção de Ben, eles fazem um acordo para se encontrarem no mesmo dia e no mesmo lugar, para passarem juntos apenas esse dia, por 5 anos. Esse tempo foi estipulado porque a mãe de Fallon tem algumas teorias quanto a relacionamento que Fallon decidiu seguir. Lembra muito o livro/filme ‘Um dia’, como é citado inclusive no livro, mas o que difere um do outro é que em November 9 são “apenas” cinco anos, enquanto que em Um Dia leva quase a vida toda e as circunstâncias são outras.

E então, temos pela frente cinco “noves de novembro”, e esse dia não marca apenas o encontro dos dois, mas duas situações que mudaram a vida de ambos, e que de alguma forma os relaciona. Não vou contar, não adianta insistir... hehehe.

A cada encontro, vemos uma disputa de quem esconde mais seus sentimentos e de quem é mais “cagão” pra tomar uma atitude logo.  Eu poderia ter chamado esses dois de bocós por isso, mas na verdade, os motivos de ambos em cada um daqueles anos, são tão plausíveis quanto se tivessem tomado uma atitude antes.

Entre cada ano em que se encontram, muita coisa acontece com ambos, que os fazem mudar de ideia, de opinião e de atitudes, saindo um pouco do foco do acordo inicial. E isso dá vontade de chorar! São tantas coisas que acontecem que você pensa que nunca vão ficar juntos.

Nesse livro, apenas um guarda um segredo cabuloso, e é Ben quem o faz. O “segredo” de Ben desencadeia uma série de consequências, que ele sequer imaginava atingir Fallon, claro. O que Fallon guarda não são segredos, e sim inseguranças (causadas por um tragédia que é contada no início).

O segredo de Ben é escrito no livro em que conta a história dos dois, e senhor! Dá tanta dor no coração por Ben! Nunca na vida alguém imaginaria se apaixonar pela pessoa que mais sofreu com seu erro. E isso aconteceu com Ben.

Não tenho como prolongar muito essa resenha por causa de spoilers, e esse livro, definitivamente, não merece spoilers pra acabar com sua expectativa. Só lendo você mesmo pra entender Colleen, e amá-la ainda mais.

Ah! E pra amar mais um pouquinho, Miles e Tate dão o ar da graça!

Observação: não é porque eu adoro dar spoiler nas resenhas, que eu quero que você perca o tesão na leitura! É que minha língua é comprida e eu TENHO que compartilhar as coisas que eu gosto! Mas como eu amei muito November 9, quero guardar tudo pra mim e deixar que você descubra por si só!

Boa leitura.
Beijos

Nota:



O post original desta resenha foi feito em 12/01/2016 e você pode conferi-lo aqui.

0 comentários:

Deixe seu comentário