Resenha: Agora!

Título: Agora!
Autora: Beatriz Barreto
Sinopse:
Essa não é uma história comum, onde o mocinho vive seu final feliz. Essa história também não tem um final aceitável. Quer dizer, sabemos que tudo pode acontecer — mas não da maneira que acontece aqui.
Aos olhos de Marco, um garoto ciente de sua capacidade de sonhar e conquistar seus objetivos, Agora! é um livro cheio de emoções e desilusões, onde nos pegamos pensando se estamos mesmo conscientes.
Essa história é sobre coragem, incertezas, decisões e inspiração. Não é uma história de amor, porque sabemos que o que importa, na verdade, não está exposto para todos, mas só para nós mesmos.
Pelo menos Marco sabe que o passado está em sua cabeça e o futuro, em suas mãos. A única coisa que ele vai precisar entender é que o que realmente importa é o agora.



Este livro, por si só, poderia ter entrado em todas as categorias em que eu me inscrevi na Maratona Literária de Inverno, pois ele se encaixa em todas elas: Possui a capa azul, menos de 200 páginas, eu definitivamente o comprei pela capa, sem nem ao menos saber a sinopse e do que se tratava, ele foi escrito por uma mulher e é uma obra nacional. 
Maaaas, para dificultar um pouquinho a minha vida e dar mais graça para a Maratona, eu acabei escolhendo mais dois livros para integrarem o meu desafio e completarem a minha TBR.
Além disso, este livro foi comprado na Flipoços, evento que eu fui com as minhas queridas parceiras e amigas, e apenas quando eu retornei ao hotel que fui olhar para a contracapa do livro e descobri que a autora tem - ou tinha quando o livro foi lançado - apenas 12 anos! Isso me chocou demais e confesso que meu deu certo preconceito em lê-lo e enrolei bastante para começar. 

Eu finalizei a leitura no domingo e, quando estava prestes a me descabelar por ter que engolir o terceiro e último livro do meu desafio porque era o último dia - porque eu deixo tudo pra última hora -, vi que o Victor postou uma "continuação" da Maratona, ou seja, ela não se encerraria mais no dia 30/07 e sim no dia 05/08... o que me deu um fôlego para respirar e digerir bem a história de Agora! e trazer para vocês uma boa resenha... além de me dar mais tempo para ler sossegadamente. :)

Enfim, vamos ao livro!

Agora! conta a história da vida de Marco, narrada por ele mesmo, retratando seus relatos desde suas memórias mais antigas, quando foi abandonado por sua mãe, Carmen, em um orfanato junto com sua irmã caçula, Maria. 

A vida dos dois não foi nada fácil e é contada de uma forma muito simples e delicada durante a leitura, chegando a ser emocionante imaginar as coisas pelas quais eles passaram. Eles encontraram o amor e a dor vindas de pessoas das quais eles nunca imaginariam e tiveram que aprender a viver um dia de cada vez para sobreviver... coisas ruins que criança nenhuma, no mundo, merece passar. 
Sempre que coisas boas começavam a acontecer, desde a vida razoavelmente boa no orfanato até o "resgate" deles pelo tio Renato, a "mãe" deles ressurgia e destruía toda e qualquer pontinha de felicidade que eles viessem a sentir e foi assim ao longo da vida deles, sempre em uma busca por dinheiro.

Muitas vezes maltratados e torturados pela própria mãe, Marco foi expulso de casa pelo padrasto e viu-se necessitado de buscar emprego para não passar fome. Sua força de vontade para superar os obstáculos, realizar seus sonhos e tentar salvar sua irmã o guiavam nessa empreitada enquanto crescia, até encontrar Maxi - dono de uma oficina mecânica -, que o ajudou muitíssimo a conquistar cada nova vitória contra as tiranias de sua vida.

A mensagem que o livro traz é muito bonita, a trama foi bem construída, apesar de não ser rica em desenvolvimento de detalhes. E nos ensina sobre superar, amar e perdoar. O final, ao menos para mim, foi um pouco previsível, dado o rumo da narrativa - leve e fluída, apesar do tema ser pesado. 

No final, todos os momentos ruins e todos os momentos bons que teve no passado não importam. Você não pode mudar.
Mas sabe o que você pode mudar? O agora. 

Com relação aos personagens, a mãe de Marco certamente foi a personagem que mais me encheu de ódio e as personagens que mais amei foram a Cris e o Maxi... pena que a história deles não foi muito desenvolvida, por se tratar apenas do olhar de Marco sobre os acontecimentos. Eu não sei se teria a mesma força que ele para passar por tais coisas.
A diagramação do livro é muito bonita e bem feita, eu não tinha lido nenhum livro publicado pela Editora Coerência até então e me surpreendi positivamente.

Não posso dizer que amei o livro, senti falta de detalhes que considero importantes - como citei acima -, mas ele certamente deixou uma marca em mim. Como uma pontinha de esperança de que se perseverarmos, por mais adversas que forem as nossas situações, nós conseguiremos vencer. :)
Certamente foi um "tapa na cara" do meu preconceito bobo, rsrs.

Nota:



E vocês, conhecem a obra? Espero que tenham a oportunidade de conhecê-la, ela ensina bastante! 
Depois venham contar pra gente o que acharam. ;)

Beijo!
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário