Resenha: Apenas amigos

Oi gente, tudo bem? Bem por aqui também.
Esse é o terceiro livro, só esse ano, que leio com essa pegada de apenas amigos.
E posso falar? Adorei cada um deles....hehehehe
O contexto é o mesmo, mas os personagens fazem com que cada livro seja único.
É tudo clichê, mas como vocês sabem, eu amo um clichê.
E a leitura da vez é um livro que acabou de ser lançado, e essa autora é bem conhecida pelo Cretino Irresistível. Mas hoje te convido para conhecer o irlandês irresistível.


Título: Apenas amigos
Autora: Christina Lauren
Sinopse:
Holland Bakker foi salva de um ataque no metrô pelo musicista irlandês Calvin McLoughlin. Como agradecimento, Holland o apresenta a um grande diretor de musicais e o que era uma tentativa despretensiosa se transforma numa chance inimaginável, pois, antes mesmo de perceber, Calvin foi escalado para um grande musical da Broadway! Ou quase… Até admitir que seu visto de estudante expirou e ele está no país ilegalmente. Sem titubear, e com uma paixão crescente pelo rapaz que só ele ainda não percebeu, Holland se oferece para casar com o irlandês a fim de mantê-lo em Nova York. Conforme a relação dos dois se desenrola de “apenas amigos” a ”casal apaixonado”, Calvin se torna o queridinho da Broadway. No meio de tanto teatro e do gostar-sem-se-envolver, o que fará esse casal perceber que há muito amor verdadeiro em cena?




Aiiiinnn que fofo! Esse livro é muito fo-fo! Muito diferente do Cretino Irresistível que li há tempos atrás.
Calvin é o típico cara "na dele". Será isso coisa de artista? Não sei. O importante é que ele sabe o que quer e há anos vem tentando concretizar seu sonho.
Já Holland ainda não se encontrou, mesmo tendo 25 anos. Trabalha no teatro fazendo um trabalho chinfrim, que conseguiu através do marido influente de seu tio. Ela fez faculdade, mestrado, mas mesmo assim tem um bloqueio de escrita gigantesco.
O encontro, aliás, o primeiro contato entre Calvin e Holland é simples e casual, mas tão fofo que dá vontade de apertar!
E então as coisas vão de desenrolando, como diz na sinopse. Os sentimentos vão aflorando (na caso de Holland, aflorando mais) e as coisas acabam se misturando também. O que era um gesto de compaixão, acaba se tornando num caos de sentimentos.
Muitas coisas fofas acontecem que dão aquela vontade de suspirar o tempo todo. Já falei que é muito fofo??
Apesar de achar Holland um pouco imatura, é bem bonito de ver quando, para ela, tudo muda.
É o tipo de livro que não devemos escrever muito sobre, para não soltar spoilers sem querer. Então minha resenha acaba aqui, com uma indicação pra lá de linda!

Beijo
Boa leitura

Nota:


0 comentários:

Deixe seu comentário