Resenha: Em pedaços

Oi gente, tudo bem? Tudo bem por aqui também.
Aproveitando essa fase inspiradora nas minhas leituras, venho indicar mais uma belezinha dessa autora que já havia me conquistado num livro anterior. Em pedaços acabou de ser lançado, e eu já amei muito!

Título: Em pedaços
Autora: Lauren Layne
Sinopse:
Nessa recontagem moderna de A Bela e a Fera, Lauren Layne nos traz uma história irresistível de perdão, cura e, acima de tudo, amor.
Aos 22 anos, Olivia Middleton tem Nova York aos seus pés. Por fora, ela é a garota perfeita — linda, inteligente e caridosa. Mas por dentro ela guarda um segredo terrível: um erro que a afastou das duas únicas pessoas que realmente importavam na sua vida. Determinada a esquecer o passado, ela deixa Manhattan e vai trabalhar como cuidadora de um soldado recém-chegado da guerra. Mas o que ela não esperava era que seu paciente fosse um jovem enigmático de 24 anos tão amargurado quanto cativante.
Paul Landon está furioso — com o mundo, com a vida, com o seu pai e, acima de tudo, consigo mesmo. Depois de sofrer na pele os horrores da guerra do Afeganistão, a última coisa que ele quer é a companhia de uma princesa nova-iorquina linda, mimada e irritante. A presença de Olivia parece tóxica para Paul, mas ele não consegue afastá-la, mesmo tentando muito.
Por mais que lutem contra uma atração intoxicante, Paul e Olivia não conseguem se manter distantes. Agora, precisam decidir: eles vão ajudar um ao outro a curar as feridas do passado ou vão se manter, para sempre, em pedaços?


Quem gosta de clichê levanta a mão! Eu, eu ,eu! Então é clichê que você vai ter. É clichê do começo ao fim, mas é uma gracinha. Estou apaixonada por esse casal.
Antes de começar a ler, você imagina que o segredo de Olivia é o fim do mundo. Mas não é. Pode até ser um fator que abale a confiança de quem você mais se importa, mas não é o fim do mundo. É um segredo de estado? Não, mas é o suficiente para tirar o sono de Olivia. E além disso, é suficiente para faze-la mudar seus planos e querer meio que se desculpar com o mundo pelo que fez. É por esse motivo que ela conhece Paul.
Paul é o que cara que as autoras chamam de "quebrado". Após voltar da guerra com marcas físicas e psicológicas, se torna anti-social e se nega a seguir com a vida. Seu pai acaba intervindo contratando Olivia. Lembre-se dessa dica: tudo tem um por que.
O relacionamento de patrão-cuidadora dos dois é quase inexistente, já que Paul se nega a ter contato com qualquer pessoa, muito menos com a cuidadora bonita que lhe foi atribuído.
Entre trancos e barrancos, Paul começa a ceder. Ele tem seus motivos, tanto em ser relutante quanto receptivo. Não vou te contar, tem que ler totalmente na surpresa.
Devia ter confiado nos meus instintos. Devia ter ouvido a parte de mim que sabe que as pessoas não são boas.
Como já falei que é clichê, então não preciso nem citar que coisas acontecem. Você saberá por si próprio. Ambos tem coisas pendentes; tem que se perdoar e aceitar que a vida segue. Será que conseguem?
-----------------------------------------SPOILER---------------------------------------------------------------------









Acho que sim.



Tenho que dizer, novamente, que a escrita de Lauren é uma delícia. Fluida, sem enrolação, uma linguagem super descolada, e em primeira pessoa que é o que mais me chama atenção.
Adorei essa capa, assim como a do livro anterior dela, mas confesso que não imagino Paul dessa forma! O imagino muito mais lindo!

Beijo

Boa leitura

Nota:









0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário