Resenha: Encontro de Sentidos

Oi gente, tudo bem? Por aqui tudo ótimo.
Mas preciso falar sobre Romeo.


Título: Encontro de Sentidos
Autora: Aline Sant'Ana
Sinopse:
Eu tenho uma particularidade. Sou feito de todos os sentidos. Eles se misturam e, quando menos espero, se tornam um só. Por isso, passei um tempo me privando de viver o amor e toda essa baboseira que, na real, nem sei se existe.
Mas eu era bem capaz de queimar a língua...
Quando ela entrou no meu restaurante, tudo o que me privei ao longo dos anos veio à tona. Como uma tempestade que não pode ser contida, como uma nuvem de cores e sabores que nunca experimentei.
Atração física.
Daquelas fodas, que você quer ter a pessoa custe o que custar.
O problema é que Pauline McCoy fez todas as minhas certezas virarem dúvidas. E, apesar de eu querê-la, não sei se serei capaz de tê-la um dia.
A vida é meio sacana, né? Nem tudo que a gente quer, somos capazes de conquistar.
*Um romance sobre sinestesia, mistura de sentidos e um chef gostoso.​

Ai senhor! Que homem é esse???
Essa autora quis me matar com esse cara. Pense num homem lindo, gostoso, talentoso, generoso, gostoso!, do tipo partidão mesmo. Esse é o Romeo.
Agora que Romeo foi apresentado, falemos do livro...rs.
A autora tem uma escrita maravilhosa, me vi perdida da leitura e só parei quando acabou. Li tudo numa tacada só. É uma escrita fluida, sem rodeios, sem perda de tempo aos pormenores e toda atenção ao que importa, e de uma criatividade única. Só havia lido sobre sinestesia uma vez anteriormente (que foi lindamente escrito a propósito) mas Encontro de Sentidos me deu uma outra visão dessa condição.
É bizarro saber que é uma condição real e que a autora conseguiu dar exemplos bons e ruis sobre isso; nada foi tratado como fantasia ou uma ideia de que só coisas boas acontecem. A forma como Romeo lida com isso é bem real também, sem muito mimimi.
- Sou muito intenso quando me apaixono. Eu vivo, respiro e sinto o gosto daquilo. É uma maneira de amar completamente diferente do que as outras pessoas vivenciam.
Pauline é uma mulher independente, bem sucedida e bem resolvida com ela mesma. É muito ligada à família e aos seus amigos mais próximos. É linda, inteligente e do tipo partidão também. Claro que Romeo ficaria interessado nela.
Muitos elementos surpresas no decorrer da leitura te fazem se apaixonar! Amei cada detalhe, cada assunto tratado e cada episódio.
Apesar da história se passar nos EUA, a autora não escreve querendo "copiar" os trejeitos da gringa. A linguagem é exatamente a que usamos por aqui e isso me cativou demais. Além da escrita em primeira pessoa, os capítulos são intercalados entre Romeo e Pauline, que é uma coisa que eu adoro! E essa capa? Nem preciso comentar. Tem muito mais que eu gostaria de comentar, mas vou evitar spoiler e deixar que você se surpreenda como aconteceu comigo.
É um romance intenso, de encher os olhos e o coração.
- Estou segurando o meu mundo nas mãos.
Observação sobre um defeito encontrado: muito curto. Queria mais, muito mais.
Outra observação: já falei que as escritoras nacionais estão me conquistando?

Beijo

Boa leitura

Nota:






0 comentários:

Deixe seu comentário